Arquivo mensal: maio 2015

Sobre a paralisação da Faculdade de Direito no dia 21/05/2015

A Faculdade de Direito é um ambiente contraditório. Enquanto discursamos entusiasticamente a respeito da justiça, da liberdade, da igualdade e da dignidade, habitamos um universo elitizado e ensimesmado, onde privilégios arcaicos são vistos como elementos irremovíveis da ordem natural das coisas.

O abismo entre o tratamento dispensado pelo Estado à carreira docente e às carreiras jurídicas encontra, nesse cenário, um importante aliado: o silêncio. Talvez a causa disso seja o fato de que, em geral, nós professores de Direito temos atividades paralelas. Atuamos simultaneamente em funções que, de um lado, nos proporcionam conforto material suficiente para que não encaremos o sucateamento da docência como um problema pessoal e, de outro, nos colocam perto do poder, tão perigosamente perto que qualquer movimento político brusco pode desencadear prejuízos particulares importantes.  

A crise aguda que a Universidade do Estado do Rio de Janeiro atravessa hoje é o ápice de um processo de degeneração que se arrasta há anos.

A face mais visível e urgente da atual crise expõe de forma grotesca uma ferida que é a marca da sociedade brasileira: a desigualdade estamental, que permite que, sob o mesmo teto que cobre os que ensinam o que é Direito, haja um grupo trabalhadores privado dos benefícios de viver sob um “Estado de Direito”.

Os trabalhadores terceirizados da UERJ, aqueles que desempenham as atividades-meio, as tarefas invisíveis, aquelas que só aparecem quando não são feitas, estão sem receber salários há cinco meses. Vejam bem: sem-receber-salários-há-cinco-meses. Somos capazes de ter ideia do que isso significa? Será que nós, juristas, que usamos gravatas e saltos altos, conseguimos ter uma vaga noção de como seria trabalhar por meses sem sermos remunerados? Conseguimos imaginar como é voltar do trabalho sem dinheiro para o supermercado, para o lanche dos filhos, para os remédios, para pagar as contas de água e luz? Seremos capazes de ver essa injustiça extrema como problema nosso?

Às vezes calar se situa na fronteira do endossar. Manifesto meu apoio à iniciativa dos alunos de paralisar as atividades na Faculdade de Direito no dia 21/05 em solidariedade à calamitosa situação dos trabalhadores terceirizados da UERJ.

Twitter @ajanereis

alexfer10

The greatest WordPress.com site in all the land!

Constitutional Law Prof Blog

por Jane Reis Gonçalves Pereira

ECHR BLOG

por Jane Reis Gonçalves Pereira

UK Constitutional Law Association

affiliated to the International Association of Constitutional Law

Constitutionally Speaking

por Jane Reis Gonçalves Pereira

NYR Daily

por Jane Reis Gonçalves Pereira

SCOTUSblog

por Jane Reis Gonçalves Pereira

Public Reason

a blog for political philosophers

Law Professor Blogs Network

por Jane Reis Gonçalves Pereira

The Volokh Conspiracy

por Jane Reis Gonçalves Pereira

Legal Theory Blog

por Jane Reis Gonçalves Pereira